Você está em
Home > Festival Rock Feminino

O que é o Festival Rock Feminino?

O rock feito por mulheres ganhou um palco, um festival, milhares de espectadores e um dia municipal. Por dez anos consecutivos a pacata Rio Claro, cidade do interior de São Paulo, se transformou no reduto do rock para as meninas de plantão. Considerado o segundo melhor festival de música independente (Prêmio Dynamite 2007) e o maior do segmento no Brasil (segundo a revista Rock Brigade 2010), o Festival Rock Feminino é uma iniciativa para divulgar a arte feminina, ajudar instituições de caridade e demonstrar a necessidade da aplicação de leis igualitárias para homens e mulheres.

Oficialmente, o Dia Municipal do Rock Feminino foi instituído como o terceiro final de semana de março, com aprovação unânime na Câmara de Vereadores, sob Lei número 4039/2010. A partir de 2010, Rio Claro é a primeira cidade do país a ter um dia exclusivo para o rock de meninas: todo terceiro fim de semana de março.

Desde 2003 o evento vem duplicando seu público chegando em 2011 a atrair dez mil pessoas. Outro número marcante do festival são as inscrições que, de quatro bandas na primeira edição, atingiram a marca de 500 inscritas em sua última edição, dentre elas bandas de todo Brasil e América Latina.

O Festival Rock Feminino é o primeiro festival de música independente a ser transmitido ao vivo por internet e tevê a cabo. Em sua última edição, em 2011, foi acessado por mais de 3 mil internautas, segundo relatório de acessos do Google, além da transmissão pela tevê.

Paralelamente aos shows, são promovidas palestras, mostras, exposições, workshops e reuniões para capacitação de produção musical e incentivo a produção autoral. Aconteceram exposição de artes plásticas, mostra de cinema, teatro, apresentação de orquestra sinfônica e festas com a marca Rock Feminino nas cidades da região.

Ao longo de sua história o Festival vem acumulando prêmios e reconhecimento na mídia. Em 2007 foi considerado o segundo melhor festival de música independente do país e sexto melhor website pelo Prêmio Dynamite de Música (antigo Prêmio Claro e Prêmio Toddy); também recebeu o prêmio de melhor produção pelo Prêmio GRC Music em dois anos (2008 e 2011). Além de ótimas resenhas em revistas e jornais especializados como a revista Rock Hard, Revista Ocas, jornal O Estado de São Paulo, Portal Terra e revista Rock Brigade.

Grandes bandas também passaram pelos palcos do evento: Girlschools (UK), Mallu Magalhães, CW7, Leela, Fake Number, Ravenland, She Devils (Argentina), Shadowside, Unidade Imaginária, Upset Kids, Hats, Izi e muitas outras que através da apresentação no festival tem obtido visibilidade nacionalmente. Em 2010, o ex-VJ da MTV Thunderbird foi o mestre de cerimônia do festival e, em 2011, o apresentador e músico Clemente apresentou o evento.

Para selecionar as bandas que se apresentam no evento são convidados jurados de todo Brasil dos mais variados ramos musicais. Dentre eles: Fernanda Takai (Pato Fu), Lynn Louise Lowrey (Vixen – EUA), Bianca Jhordão (Leela), Verônica Freeman (EUA), Vanessa Krongold (Ludov), Mari Moon (MTV), Thunderbird, Heraldo Paarmann (Ultraje a Rigor) e diversos outros.

Confira os flyers:

Top